Domingo, 17 de março de 2002.

 

PERGUNTAS E RESPOSTAS  |  SOBRE A HOMOSSEXUALIDADE  |  SOBRE A BISSEXUALIDADE  | HOMOFOBIA E PRECONCEITO  |  SAINDO DO ARMÁRIO  |  PARA OS PAIS  |  RELIGIÃO  |  ORIENTAÇÃO E COMPORTAMENTO: DIFERENÇAS

 
  Homofobia e Preconceito

Por Nicky

A palavra homofobia tem vários significados. Mas de um modo geral, pode ser resumida como a aversão, o medo, o ódio irracional que algumas pessoas tem contra homossexuais e a homossexualidade (homo = igual, fobia = medo). É o mesmo tipo de ódio do racismo, onde as vítimas são pessoas que possuem uma cor de pele diferente. Os homofóbicos odeiam aqueles que possuem uma orientação sexual diferente.

Muitas pessoas, apesar de se declararem abertamente contra os homossexuais, recusam serem classificadas como homofóbicas. Isto porque ninguém gosta de ser colocado na mesma posição que os racistas. Porém, os dois tipos de preconceitos - contra os negros e contra os homossexuais - são idênticos na essência, assim como o preconceito contra judeus, árabes, orientais, etc.


Causas da homofobia

Desde que o mundo é mundo, o ser humano tem uma tendência inexplicável de temer aquilo que ele não entende ou que é diferente. Um dos exemplos mais claros deste medo foi a época da Inquisição, na qual a Igreja Católica perseguiu milhares de pessoas suspeitas de "bruxaria". Hoje se sabe que estes ditos "bruxos" nada mais eram do que pessoas com uma mentalidade mais desenvolvida do que a média da época. Eram apenas pessoas diferentes, e no entanto, eram temidas e odiadas, e muitas foram caçadas e queimadas nas fogueiras da Inquisição.

O medo contra os homossexuais também está baseado nisso. Algumas das razões são:

  • Incapacidade (ou falta de vontade) de controlar este medo irracional
  • Estímulo da sociedade para com a homofobia, especialmente de grupos nazistas e religiosos
  • Baixa auto-estima, que leva a uma necessidade de inferiorizar outras pessoas
  • Desejos homossexuais reprimidos

Em 1996, um curioso estudo da Universidade da Geórgia realizou um experimento com 64 homens, 35 dos quais foram classificados como homofóbicos. Em cada um deles, foi colocado um aparelho que media (acredite se quiser) o tamanho da circunferência do pênis, como uma forma de medir a excitação sexual. Em seguida, foram exibidos vídeos pornôs de gays, lésbicas e heterossexuais. Todos os homens apresentaram uma excitação similar ao verem os vídeos de héteros e lésbicas, mas a surpresa foi quando o vídeo de gays foi exibido: 54% dos homens homofóbicos apresentaram um alto grau de excitação, contra 24% dos homens não homofóbicos.

A conclusão desta interessantíssima pesquisa foi que este fato é compatível com a idéia de que muitos homofóbicos, na verdade, possuem desejos homossexuais reprimidos.


Razão X Ódio

Se é que é possível haver justificativa para tanto ódio, muitos homofóbicos se baseiam em alguns destes argumentos para justificarem suas atitudes contra os homossexuais:


A homossexualidade não é natural
Ledo engano. A homossexualidade existe em toda a natureza. Biologicamente falando, é evidente que uma relação homossexual não gera filhos. Mas o fato é que não devemos olhar somente pelo lado biológico para determinarmos se uma coisa é natural ou não. Usar roupas não é algo natural (nós não nascemos com elas e nenhum outro ser vivo da natureza as usa), mas nem por isso nós andaremos todos pelados por aí.

A homossexualidade ofende a família
Este argumento é freqüentemente usado para se contrapor ao reconhecimento legal das uniões entre pessoas do mesmo sexo. Também não tem um pingo de fundamento, já que existem famílias constituídas de casais homossexuais, inclusive com filhos, que não trazem prejuízo algum aos casais heterossexuais.

A Bíblia condena a homossexualidade
Em primeiro lugar, isto depende muito da interpretação que se faz das palavras da Bíblia. Muitos teólogos já afirmaram que não há nada nela que condene as relações homossexuais (veja mais informações no item Religião ainda nesta seção). Em segundo lugar, não se deve esquecer que todos têm liberdade de seguirem suas próprias crenças, que nem sempre são as mesmas da Igreja Católica. Muitos podem discordar da idéia pregada pela Igreja de que a homossexualidade é um pecado.

Os homossexuais molestam crianças
Muito errado. O fato de uma pessoa molestar crianças nada tem a ver com sua orientação sexual. Na verdade, a maioria das pessoas condenadas por este tipo de crime são heterossexuais casados.


Abaixo está uma tabela que ilustra, de forma simplificada, os principais pontos de discordância entre os homofóbicos e a comunidade gay e liberais em geral.

  Ponto de vista de homofóbicos e conservadores em geral Ponto de vista da comunidade gay e liberais em geral
A homossexualidade é uma... Escolha Orientação
As causas da homossexualidade são... Influência da mídia, abusos na infância da pessoa, educação inadequada, falta de crença religiosa Conjunto de fatores genéticos, ambientais e psicológicos
A homossexualidade é normal? Não. É errada e imoral Sim, perfeitamente normal
É um pecado? Sim, e grave Não
Homossexuais podem ser "convertidos" em heterossexuais? Sim, através de terapia e/ou de orações Não, e as terapias neste sentido são prejudiciais à saúde do indivíduo
O que os homossexuais devem fazer? Devem abster-se de relações sexuais Devem viver sua vida como bem entenderem
Posição com relação à igualdade de direitos para os homossexuais Contra; isto daria privilégios a homossexuais A favor; direitos iguais não são privilégios


Obviamente, existem pontos de vista que são meios-termos entre estes dois extremos.


Conseqüências

A homofobia é um problema mais sério do que muita gente imagina. Este simples "ponto de vista" negativo sobre a homossexualidade é responsável por um número de mortes entre adolescentes homossexuais maior do que o de mortes causadas pela já citada Inquisição da Igreja na Idade Média.

As causas das mortes são variadas. Muitas são resultados de violências físicas graves. Mas o número mais alarmante é o de suicídios entre adolescentes e jovens homossexuais. O U.S. Department of Health and Human Services (Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos Estados Unidos), calcula que 30% dos suicídios de jovens nos Estados Unidos são cometidos por gays e lésbicas. Os motivos, é claro, são as pressões psicológicas causadas pela condenação da sociedade aos homossexuais.

O estudo do Departamento ainda afirma que adolescentes gays têm até três vezes mais propensão de cometerem suicídio do que os adolescentes heterossexuais, e que 26% dos jovens gays são expulsos de suas casas devido a conflitos familiares causados por sua orientação sexual.

 

"É mais fácil desintegrar um átomo do que um preconceito." Albert Einstein

Artigos nesta seção

Você está lendo:

Homofobia e Preconceito
A palavra homofobia tem vários significados. Mas de um modo geral, pode ser resumida como a aversão...
© Copyright 2002 XTEENS
Todos os direitos reservados