Domingo, 17 de março de 2002.

  Drogas

Por Piteco

É intrigante. Se todo mundo diz que usar drogas faz mal, porque tantas pessoas as usam? O fato é que a maioria das campanhas omite uma informação importante: as drogas proporcionam um grande prazer para aqueles que as utilizam. O moralismo só incentiva a curiosidade e o gosto pelo proibido. Por isso, esse texto terá uma abordagem um pouco diferente sobre o assunto.

Provavelmente você vai se deparar com alguma droga (se isso ainda não aconteceu). Vai ficar morrendo de curiosidade para saber seus efeitos. Será que é bom? Será que faz mal? Será que eu vou ver elefantes cor-de-rosa voando pelo ar?

Nesse momento você terá que fazer uma escolha. Você pode experimentar, se quiser. Dificilmente alguém o impedirá. No entanto, é importante lembrar que toda decisão envolve riscos. Portanto, aprenda um pouco mais sobre as drogas. Assim você poderá analisar a relação custo/beneficio e fazer sua escolha de maneira consciente. Saiba o que pode acontecer se você experimentar. E saiba também porque na maioria das vezes o melhor é recusar.


Tipos de drogas

A classificação das drogas é feita de acordo com sua ação no sistema nervoso central (SNC). O cérebro é o principal órgão do SNC, que está contido na caixa craniana.

Depressoras
As drogas depressoras são aquelas que diminuem a atividade do cérebro. Sua ação pode ser em alguma área específica ou em todo o SNC. Essas drogas podem, por exemplo, deprimir apenas a parte do sistema nervoso que controla a auto-censura. Essa é um efeito desejável, pois a pessoa se torna mais solta, menos tímida. Entretanto, dependendo da quantidade usada ou da aceitação do organismo à droga, a depressão causada no cérebro pode ser muito forte, e assim levar o usuário ao estado de coma. O coma pode ser fatal se a pessoa não tiver cuidados médicos a tempo.

São drogas depressoras:
  • Opiácios e Narcóticos: heroína, morfina, xaropes, codeína...
  • Calmantes, Ansiolíticos e Antiepiléticos: lexotan, valium, barbitúricos, benzodiazepínicos...
  • Solventes: lança-perfumes, cola, acetona, tintas...
  • Álcool: bebidas contendo etanol

Estimulantes
As drogas estimulantes são aquelas que aumentam a atividade do cérebro. Podem ainda acelerar os batimentos cardíacos, aumentar a pressão arterial e a força dos batimentos. Os usuários de drogas estimulantes ficam "ligados" e podem permanecer acordados por grande período de tempo sem sentirem-se cansados. Entretanto, por fazer o organismo funcionar acima de suas capacidades, este tipo de droga pode causar danos sérios e irreversíveis ao SNC e aos músculos, principalmente o coração. Elis Regina e Cássia Eller, por exemplo, morreram de parada cardíaca por consumirem drogas estimulantes.

  • Derivados da Coca: cocaína, crack, merla...
  • Anfetaminas: emagrecedores, bolinhas, rebites...
  • Tabaco: cigarro, cigarro de cravo, charuto, cachimbo...
  • Cafeína: energéticos, café, refrigerantes...

Alucinógenas
As drogas alucinógenas são aquelas que perturbam a atividade do cérebro. O usuário desse tipo de droga pode ter percepções irreais do ambiente. Isso pode causar má avaliação dos riscos de certas atitudes, como transar sem camisinha, dirigir perigosamente e etc. Os efeitos desse tipo de droga vão desde leves alucinações (o famoso "barato") até distúrbios emocionas que podem durar até dois após uma única ingestão de LSD.

  • Sintéticos: ácido lisérgico, artane...
  • Naturais: maconha, haxixe, cogumelos...

Leia mais sobre cada droga especificamente na próxima atualização!

 

"É mais fácil desintegrar um átomo do que um preconceito." Albert Einstein

Artigos nesta seção

Você está lendo:

Drogas
É intrigante. Se todo mundo diz que usar drogas faz mal, porque tantas pessoas as usam? O fato é que a...


Leia também:

O que fazer se seus pais insistem em levar você a um psicólogo
"Eu tinha acabado de sair do armário. Ou melhor, tinha acabado de ser tirado a força do armário. Meus pais...


DSTs, essas velhas conhecidas
Pois é, eis aqui as famosas doenças sexualmente transmissíveis outra vez. Uma coisa é intrigante...

© Copyright 2002 XTEENS
Todos os direitos reservados